Alimentação dos idosos precisa de atenção

|

Você sabia que depois os 60 anos sentimos menos sede e fome? Por isso, é muito importante ficar atento aos cuidados com a nutrição dos idosos. O sensor de sede é reduzido, mas se deve consumir água e outros líquidos mesmo sem vontade para evitar a desidratação. Outra mudança que ocorre é a anorexia da idade, quando eles passam a ter menos apetite. Além disso, o corpo sofre com a queda da massa muscular e aumento da gordura. A associação destas alterações é chamada de sarcopenia. Os movimentos ficam prejudicados, há mais riscos de queda e menos qualidade de vida.
O que consumir para ter mais saúde? Eles precisam comer mais proteínas – carnes, ovos, leite e derivados, arroz e feijão, castanhas, quinoa e amaranto são fontes muito ricas. Se sabe que os idosos preferem fazer lanches ao longo do dia, por isso vale incluir nos sanduíches verduras, queijo, atum e outras proteínas para enriquecer a refeição. Os sucos de frutas também são recomendados porque garantem micronutrientes fundamentais para o organismo. 

Será que precisa de suplementação? Suplementos alimentares – No ultimo mês a ANVISA criou algumas regras muito importantes para os suplementos alimentares, como a composição, qualidade, segurança e rotulagem. Esta regulamentação irá auxiliar na prática baseada em evidências, onde “suplementos” sem comprovação científica de que funcionem não poderão ser vendidos, permitindo suplementos seguros e de melhor qualidade.

O suplemento nutricional é um produto que visa SUPLEMENTAR/ COMPLEMENTAR  a dieta e que apresenta ou contém micronutrientes ( vitaminas, minerais) e/ou macronutrientes (carboidrato, proteína, gordura), podendo ser apresentado em comprimido, cápsula, líquido ou pó.

Conheça mais também sobre a dieta enteral.

Avenida 24 de outubro 650/sala 305 - Moinhos de Vento