Adoçantes – Por que não consumir?

|

Adoçantes – Quem busca uma alimentação saudável deve optar por produtos menos industrializados. Os adoçantes, por mais que sejam retirados de plantas, são feitos em laboratório. Vários estudos já apontaram a relação destes produtos com o excesso de peso. O problema é que eles não ativam as papilas gustativas que avisam o cérebro sobre o consumo do doce. Assim, a vontade de comer não passa. A pessoa acaba compensando em mais carboidratos e até mesmo sobremesas. Quem nunca tomou um cafezinho com adoçante e pediu um brigadeiro depois?

Outro fator preocupante que vem mobilizando os cientistas é o aumento das bactérias ruins do intestino provocado pelos adoçantes. Esse desequilíbrio é chamado de disbiose e gera intolerâncias alimentares, distensão abdominal, gases, flatulência, dores de estômago e obesidade. O adoçante só deve ser usado por pessoas com diabetes. Se você não consegue excluir o açúcar, não invista nos adoçantes. Prefira diminuir a quantidade, apenas para tirar o amargo da bebida.

Agora um alerta! Os adoçantes compostos de sacarina ou ciclamato já foram proibidos na Europa e nos Estados Unidos por estarem relacionados com algumas doenças. No Brasil, eles são liberados e até há adoçantes com os dois produtos misturados. Gestantes não podem consumir estes tipos de forma alguma porque estudos já apontar mal formação em ratos. Quem tem diabetes gestacional deve optar pelos mais naturais – sucralose, estévia e xilitol.
Cuidado também com as bebidas! Sucos e refrigerantes zero açúcar costumam ter adoçantes. Fique de olho no rótulo e garanta que está fazendo a escolha certa.

O nutrólogo é capacitado para diagnosticar possíveis causas do excesso de peso, físicas ou emocionais, e montar um plano estratégico de tratamento, com mudança não apenas de hábito alimentar, mas também de comportamento. Além de um plano alimentar personalizado, é possível utilizar medicamentos que auxiliem ao tratamento, quando bem indicados. Conheça mais sobre a Dra. Jaqueline Coelho aqui. 

Avenida 24 de outubro 650/sala 305 - Moinhos de Vento