Cuidados de quem deseja ser um vegetariano saudável!

|

As pessoas tornam-se vegetarianas por ideologias, por não gostar de carne, por desejarem ser mais saudáveis e até para emagrecer. O que motiva cada um na sua escolha dificilmente vem ao caso durante uma consulta médica.

O foco principal é orientar cada pessoa, dentro da sua escolha, para não ter deficiências nutricionais. Alguns consomem ovos e leites, outros peixes ocasionalmente, enquanto os mais estritos excluem tudo que seja de origem animal. Infelizmente, sem orientações, acabam prejudicando sua saúde. Tem o vegetariano obeso, por retirar a carne e aumentar carboidrato. Tem vegetariano com deficiência de micronutrientes porque simplesmente “esqueceu” de aumentar o consumo de saladas, verduras e frutas.

Esta foto é de um dos últimos trabalhos realizados este ano, em Harvard, e publicado no Jornal Americano do Colégio de Cardiologia, evidenciando que os vegetarianos “menos saudáveis” apresentavam um maior risco de doenças cardiovasculares.

Adotar o vegetarianismo como um hábito alimentar é trocar alguns nutrientes por outros. É, por exemplo, excluir a carne mas consumir arroz e feijão. É retirar o leite mas aumentar o consumo de verdes escuros, melado, e outras fontes de cálcio.

Atenção redobrada para as gestantes e crianças, que tem as necessidades de nutrientes aumentadas nestas fases da vida.

Tornar-se vegetariano exige vigilância quanto a alimentação. Não pode ser feito da noite para o dia. Inclui consultar com um profissional habilitado para orientar essa mudança, que pode e deve ser gradual. E aos que já possuem esse hábito, realizar consultas de revisão, para ter a certeza de que a alimentação está balanceada.

Padre Chagas, 140 - 5º andar / Moinhos de Vento - Porto Alegre/RS